Logo
20 Março, 2019       LISBOA - MAX. Brilliant sunshineº, MIN. 01º

 
D S T Q Q S S
1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31
POLONIA
HOME  |  | Polonia
Lisboa - Varsóvia

Estamos em Varsóvia há 4 meses. Um Outono ameno, dourado e acobreado, um Inverno clemente, alguns flocos de neve, céu azul e a expansão económica que o país experimenta neste momento, contribuíram enormemente para a nossa rápida e agradável adaptação ! Para mim, mexicana, depois de passar 15 anos fora do meu país, entre os quais 10 no Brasil, esta mudança poderia ter sido um verdadeiro choque.

Mas, descobri um povo maravilhoso, muito latino, alegre, acolhedor, sorridente, com um grande sentido de humor e que adora estar em festa!  Tudo é novo e diferente, no entanto, tudo nos parece familiar. Salvo a língua, evidentemente !

De Portugal tenho saudades da claridade, da luminosidade. Da diversidade da paisagem e das cores na praia do Guincho, os raios de sol atravessando as nuvens e os reflexos no mar enquanto dava uma corridinha de manhã ou de tarde, em qualquer estação do ano. Os jogos de luz e sombra sobre a ponte Vasco da Gama que convidam a tirar fotografias de cada vez que se atravessa o rio. O pôr-do-sol no Tejo e a vista ao longe da ponte 25 Abril !
Tenho saudades de um peixe bem preparado, de uma broa, do queijo da Serra e dos meus passeios em Sintra ou no Alentejo !
Não tenho saudades da A5 e dos condutores portugueses que dentro dos  seus soberbos  4x4 ou descapotáveis, que de simpáticos cidadãos, se transformam em autocolantes incómodos, a 200 à hora, a fazerem sinais de luzes, buzinando e insultando porque vai uma mulher ao volante!  Tenho saudades dos meus amigos e de tudo o que comecei e não pude continuar…



Mas sou verdadeiramente feliz aqui, porque estou convencida que um país, é o seu povo que o faz. Quando chegámos à Polónia, alguém nos disse que se gostássemos das pessoas e da sua história, seríamos felizes aqui. E é bem verdade ! Os Polacos, apesar de todo o sofrimento passado, de intolerância, racismo, fome, medo, frio, têm uma alegria de viver impressionante, uma força e uma Fé a toda a prova.  Sem esquecerem a sua história, são capazes de olhar em frente, sem complexos e fingimentos, dinâmicos e humildes eles vêem em GRANDE!




Edna et Jean Noël Divet - 17.01.2008




  
© 2007  LIVINGINLISBON.COM  - Todos os direitos Reservados