Logo
18 Agosto, 2019       LISBOA - MAX. Mostly sunny; pleasantº, MIN. 02º

 
D S T Q Q S S
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
Dossiers  |  Teatros Lisboetas com História - Teatro da Trindade
Teatros Lisboetas com História - Teatro da Trindade
Hirondina Cavaco
Teatros Lisboetas com História - Teatro da Trindade
TEATROS LISBOETAS COM HISTÓRIA

No século XIX, o centro histórico de Lisboa, nomeadamente a zona situada entre Chiado, Bairro Alto e Baixa, era o ponto de convergência social e cultural da cidade. Hoje, guarda consigo a memória de um tempo em que a burguesia da capital frequentava as soirées promovidas pelos teatros que ainda se mantêm nesses bairros: S. Carlos, S. Luíz, Dona Maria II e Trindade.
Durante as próximas semanas, dar-lhe-emos a conhecer a história destas casas que, há mais de cem anos, oferecem cultura, sonho e diversão à população alfacinha. 
 
TEATRO DA TRINDADE
 
Estabelecido no local onde funcionara, de 1735 até ao terramoto de 1755, a primeira tentativa de implantar um Teatro Popular de Ópera em Lisboa (a Academia da Trindade), o Teatro da Trindade nasce da iniciativa de Francisco Palha, empresário, homem de letras e director teatral que, em 1866,  incumbe o arquitecto Miguel Evaristo de Lima Pinto de iniciar o projecto.
No carnaval de 1867 começa por abrir o Salão da Trindade, sala de bailes, concertos e conferências contígua ao Teatro  da Trindade que, por sua vez, é inaugurado a 30 de Novembro do mesmo ano, numa gala honrada com a presença da família real.
O Teatro da Trindade rapidamente se torna um espaço elegante, que oferece à capital eventos com sabor a modernidade como a apresentação do fonógrafo de Edison ou a narração do explorador Serpa Pinto sobre a sua travessia de África e sessões de cinema frequentes a partir da primeira década do século XX.
Em 1921 a Anglo Portuguese Téléphone Company, adquire o Salão da Trindade e procede à sua demolição. Evitando destino idêntico ao Teatro, embora o seu recheio de origem tenha sido esbanjado,  um empresário, José Loureiro, negoceia a sua compra à companhia inglesa dos telefones e, em Fevereiro de 1924, reabre-o ao público após o ter reequipado. Assim ressuscitado,  passa a receber no seu palco a nata dos actores portugueses (entre outros: Palmira Bastos, Vasco Santana, Beatriz Costa, António Silva…) e a partir de 1940, torna-se a casa de algumas companhias teatrais de maior relevância. Mesmo assim a sua sobrevivência deve-se à FNAT - Fundação Nacional Para a Alegria no Trabalho (instituição estatal), que o adquire em 1962,  e ao INATEL (Instituto Nacional para o Aproveitamento dos Tempos Livres dos Trabalhadores) que, nas últimas décadas, vem lutando para lhe incutir vida e dinamismo. Este espaço, que alberga uma Sala Principal (680 lugares), uma Sala Estúdio, um Bar, e um Salão Nobre, é hoje considerado o exemplar de teatro à italiana mais bem preservado de Portugal, dono de uma acústica de rara qualidade (graças à quase inexistência de cimento e ferro na sua estrutura) e de uma maquinaria de cena que constitui um património raro no panorama arqueológico teatral nacional.
As tábuas do Trindade sempre serviram de piso às mais diversas fantasias teatrais e musicais (Operetas, zarzuelas, bailados) mas este teatro sempre teve uma relação igualmente próxima com a Música; nele apresentaram-se nomes como Astor Piazzola, Maria João Pires, Joséphine Baker, Gilbert Bécaud, Amália Rodrigues. Hoje, a sua vocação é reunir nomes consagrados com talentos mais jovens, dando espaço a experiências inovadoras e ousadas.
O Teatro da Trindade gosta de sentir a agitação do mundo à sua volta e dela participar activamente. A sua estratégia reside na tentativa de ir permanente e sistematicamente ao encontro dos públicos mais variados e estimulá-los, redescobrindo-se e reinventando-se sem parar. Assume-se  popular  mas  não populista,  e almeja nunca deixar de ser... Teatro de Lisboa.
Teatro da Trindade
Largo da Trindade, 7a, 1200-466, Lisboa.
Informações e biheteira: 213 420 000
http://teatrotrindade.inatel.pt/contactos.html

  
© 2007  LIVINGINLISBON.COM  - Todos os direitos Reservados