Logo
23 Outubro, 2019       LISBOA - MAX. Intervals of clouds and sunshineº, MIN. 04º

 
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31
Dossiers  |  Golfe em Lisboa com opções para todos os níveis !
Golfe em Lisboa com opções para todos os níveis !
Alexis Goosdeel
Golfe em Lisboa com opções para todos os níveis !

Golfe em Lisboa com opções para todos os níveis !

A região de Lisboa é um verdadeiro paraíso para os adeptos do Golfe, porque num raio de 40 Km à volta da cidade, encontrarão todo o tipo de percursos, para todos os níveis de dificuldade e em ambientes muito diferentes. Portugal tem a grande vantagem de não vos obrigar a serem sócios para poderem jogar num dos seus numerosos campos. A única limitação é o vosso handicap, alguns clubes só aceitam, durante o fim-de-semana, jogadores que tenham no  máximo 28, afim de não diminuir o ritmo do jogo. A última vantagem, mas talvez a mais importante: aqui, podem jogar durante todo o ano graças a um clima particularmente ameno.

O Golfe, sendo uma história de paixão, e de nível de jogo, torna difícil a comparação dos percursos, por outro lado é na variedade destes que reside o charme da região. Finalmente, o que nos propomos fazer, é partilhar convosco os momentos de prazer, e por vezes de sofrimento, que experimentámos em certos percursos. Convidamos cada um a reagir e a partilhar a sua própria experiência com os outros, de modo a construirmos uma visão, necessariamente subjectiva, mas mais próxima do desporto e do que nele procuramos.

Ah sim, ainda um detalhe: os gostos, as cores e os meios financeiros não serão discutidos, não entraremos aqui nos detalhes do custo dos “green fees”, nem das cotizações, nem dos direitos de entrada. Compete a cada um fazer a sua escolha, tendo presente que geralmente os “green fees” são menos caros durante a semana do que ao fim-de-semana. Existem também, sites de referências e classificação, daremos os endereços nesta página para complementar a informação.

Sem a vossa participação, a nossa lista só poderá ser incompleta, não hesitem por isso, em  darem-nos a conhecer as vossas sugestões e opiniões (boas ou más) porque as levaremos em conta. Digam-nos igualmente se outras referências deverão ser acrescentadas à nossa lista. Para terminar, lembramos que em nenhuma situação poderemos ser responsabilizados em caso de não satisfação ou por falta dos prestadores referenciados no site.



Antes de mais, digam-nos se procuram um percurso:

A. Na cidade ou próximo, para bater algumas bola à hora do almoço, fazer um pequeno 9 buracos, bem rapidinho?
B. Clássico à beira-mar, estilo “links”?
C. Não muito longe de Lisboa, com ambiente tradicional e onde se poderão ter que ultrapassar algumas dificuldades? / D. Moderno num Condomínio de alto nível, deste lado do Tejo?
E. De excepção, de grande interesse mas também com grande dificuldade?
F. No meio de pinheiros mansos e próximo do mar?
G. Na planície aluvial do Tejo, no meio de sobreiros?
H. Que já tem um cheirinho a Alentejo?
I. Na cidade ou próximo, para bater algumas bola à hora do almoço, fazer um pequeno 9 buracos, bem rapidinho?
J. Clássico à beira-mar, estilo “links”?
K. Não muito longe de Lisboa, com ambiente tradicional e onde se poderão ter que ultrapassar algumas dificuldades?
L. Moderno num Condomínio de alto nível, deste lado do Tejo?
M. De excepção, de grande interesse mas também com grande dificuldade?
N. No meio de pinheiros mansos e próximo do mar?
P. Na planície aluvial do Tejo, no meio de sobreiros?
P. Que já tem um cheirinho a Alentejo?


A. Um percurso na cidade ou próximo, para bater algumas bola à hora do almoço e fazer um pequeno 9 buracos, bem rapidinho?

Se é este o seu caso, tente os campos da Bela Vista e do Paço do Lumiar; são dois percursos de 9 buracos muito simpáticos, próximos do aeroporto.

Bela Vista é o mais próximo do aeroporto (5 minutos de taxi), foi o primeiro campo de golfe público aberto em Portugal, há alguns anos. Tem um driving-range, um putting green, e também um bom restaurante. Possibilidades de cursos com hora marcada. É o percurso ideal para treinos e o prazer de jogar perto do escritório em menos de 2 horas, ida e volta incluídas.

Com o Paço do Lumiar, passamos já para a velocidade superior, é um percurso de 9 buracos um pouco maior e um pouco mais “bicudo”, tem uma Academia muito activa, sobretudo com as crianças e dispõe de “Profs” muito apreciados, mas por vezes caros. 9 buracos, par 29 com 1.561metros.



B. Um percurso clássico à beira-mar, estilo “links”?

Se estiver disposto a pegar no volante, há dois percursos que se impõem: Praia del Rey e Tróia.

Convém precisar desde já, com estes dois percursos, entram no grupo dos grandes: ambos têm um nível alto, quer de dificuldade quer de qualidade, incluindo a hotelaria.

Praia del Rey, Golf & Country Club, é conhecido pelo prazer que dá aos bons jogadores, e no seguimento pela sua dificuldade. Trata-se de um “links” clássico, que  estende ao longo de dunas e falésias os seus 18 buracos com 6.625 metros, par 72 que desafia todos os bons jogadores... e corre o risco de provocar pesadelos aos outros...

O campo de golfe de Tróia, encontra-se a uns quarenta quilómetros ao sul de Lisboa, passando por Setúbal e tomando o ferry que faz a ligação entre a península e o porto. É um 18 buracos com excelente reputação e de uma grande dificuldade, com o comprimento de 6.320metros, par 72. Alguns vêm nele um dos melhores percursos da Europa. Se estiverem tentados, terão que ter paciência e esperar: o percurso está para obras de 25 de Outubro de 2007 até 29 de fevereiro de 2008. Aproveitem para treinarem até lá...




C. Um percurso não muito longe de Lisboa, em ambiente tradicional e onde se terão que ultrapassar algumas dificuldades?

Os campos do Lisbon Sport Club e do Estoril esperam por vocês de braços abertos, a 25 Km da praça do Marquês de Pombal.

O Lisbon Sports Club foi criado por volta de 1880 por britânicos, que se encontravam para jogar na cidade, num lugar chamado “Campo Pequeno”, só em 1900 é que abriram o seu primeiro percurso de golfe, um 6 buracos em Algés. De seguida mudaram várias vezes de local para aterrarem em Belas, em 1962 e só em 1992 é que passou a ser um 18 buracos que é a sua configuração actual. É um percurso campestre muito agradável, com fairways bastante largos e longos, mas cheios de surpresas. Não é um percurso muito longo ( 5.278 metros, par 69),  mas mesmo assim bastante difícil. Para os utilizadores de GPS: o itinerário proposto pelo TomTom não funciona, porque a rota proposta é em parte propriedade privada e por isso impraticável. O mais simples é irem até Belas, depois seguem pela primeira rua que sobe á direita e apanham a nacional.

O Clube de Golfe do Estoril  é um “monumento” no meio golfista lisboeta, porque se trata de um dos mais antigos (1929) e por ter sido palco de muitos acontecimentos importantes, sofreu uma “amputação” (o antigo buraco 9) quando da construção da auto-estrada Lisboa-Cascais.  O ambiente é muito agradável, o Club House conserva o cheiro de couro antigo e as discussões sobre o buraco 19, numa localidade que albergou famílias reais no exílio. Em termos de jogo, existem dois percursos: o “Championship” o 18 buracos oficial (o único ”verdadeiro”) par 69 com 5.313 metros, e o “Blue Course”, um 9 buracos mais acessível mas não desprovido de dificuldades.



D. Um percurso moderno num Condomínio de alto nível, deste lado do Tejo?

O desenvolvimento impressionante dos percursos de golfe em Portugal está estreitamente ligado aos projectos imobiliários que os acompanham,  como testemunham nos arredores de Lisboa os campos de Belas, Quinta da Marinha e Quinta da Beloura.

Se a Habitação é relativamente concentrada em Belas, está classificada como “ Prestige” na Quinta da Marinha, ao mesmo tempo que se encontra  em estado de proliferação na Beloura. O Belas Clube de Campo está construído num local ligeiramente montanhoso, o da Serra da Carregueira, onde as casas estão situadas nos pontos altos e os percursos nos vales. Resulta um 18 buracos repartidos por 6.380 metros, par 72, com um bom nível de dificuldade.

Quinta da Marinha é um percurso que evoluiu em função das necessidades da clientela: depois de ter sido inicialmente concebido para 9 buracos, passou rapidamente a 18 com par  71 que vos provoca durante todos os seus 6.017 metros. Três características interessantes: primeiro a vista sobre o oceano, depois alguns obstáculos de água, e por fim os greens para o pequeno, a exigirem uma aproximação precisa. Na Quinta da Beloura aprecia-se o percurso de 5.878 metros, par 72 que inclui belas perspectivas, muitos obstáculos de água e um belo nível de dificuldade. Quando o vento sopra da vizinha Serra de Sintra o percurso torna-se mais coriáceo, apesar da presença de (demais?) bastantes casas.




E. Um percurso de excepção, de grande interesse mas também de grande dificuldade?

Se assim for, nenhuma hesitação será permitida, deixem Lisboa em direcção a Cascais ou Sintra, para descobrirem Oitavos e Penha Longa.

A honra lhes seja feita: Oitavos Golfe que foi construído entre o Parque Natural de Sintra-Cascais e o oceano, é um “must” absoluto, com 6.303 metros, par 71. O percurso desenrola-se ao longo das dunas e do oceano, com uma vista surpreendente sobre as águas tormentosas do Guincho, sob a vigilância do Cabo da Roca, o ponto mais ocidental da Europa. De um nível muito elevado com tempo normal, torna-se bem retorcido logo que se levanta o vento.

Num outro género, agora montanhoso, na vertente oposta do mesmo parque natural estende-se o Penha Longa e os 6.290 metros de percurso desnivelado. O lugar tal como o de Oitavos é de uma beleza de cortar a respiração e reserva-vos muitas surpresas em dias de vento. É a este preço que os muito bons jogadores mostrarão a sua classe. Para os jogadores menos avançados, existe também um belo 9 buracos, O Mosteiro. Um último detalhe: os greens são particularmente rápidos no canto, sejam prudentes!




F. Um percurso no meio de pinheiros mansos e próximo do mar?

Embarquemos para um passeio do outro lado do Tejo, atravessando a ponte 25 de Abril e seguimos a costa pela Caparica para descobrir duas jóias num mar de verdura: Aroeira I e II.

Se o Aroeira I, com os seus 6.044 metros par 72, é o percurso mais antigo e parece fácil na primeira parte, ele desperta o golfista para a acuidade que terá de revelar nos 9 últimos buracos, num ambiente de beleza total.

Com o Aroeira II, entramos noutra história, de água e de areia, que se desenvolve por 6.367 metros par 72, e reserva inúmeras surpresas e um nível de dificuldade geral mais importante. Os dois percursos têm em comum o Club House muito acolhedor, áreas de treino excelentes, verdura persistente e sempre bem conservada seja qual for o tempo que faça e a necessidade imperativa de visar bem em frente, aqui mais do que noutros sítios, sob pena de ficar a observar a bola a fazer ricochete por entre os pinheiros até a perder de vista... estamos a preveni-los!



G. Um percurso na planície aluvial do Tejo?

Então não hesitem, a 50 / 60 km de Lisboa, descubram o Ribatejo e os seus sobreiros, com percursos de fisionomia muito diferentes de todos os que já aqui vos referimos: Ribagolfe I e II, Santo Estevão.

No menu do Ribagolfe, dois 18 buracos par 72, com um comprimento de 6.707m e o outro com 6.214m. Percursos planos, fáceis na primeira abordagem, mas que requerem regularidade e quando bate o sol, é preciso resistência e bons tornozelos. E tudo isto numa vegetação diferente:  Aqui já não pinheiros nem eucaliptos, que deram lugar aos sobreiros protegidos e numerados.

Santo Estevão é um percurso de 6.382 metros com  par 73, no coração de um condomínio de 72 hectares, sem muita aspereza que dá prazer e mantém-se acessível a todos os jogadores.



H. Pronto para partir pela estrada do Alentejo?

Na estrada para Setúbal, a geografia altera-se, uma vez ultrapassadas as cidades-dormitório apercebidas da estrada, depois de terem  passado pela ponte 25 de Abril. É aqui que se situa a Quinta do Peru e o Campo de Golfe de Montado.

A Quinta do Peru situa-se perto de Azeitão e da Serra da Arrábida, oferece um percurso de campeonato bem bonito com 6.036 metros e um par 72. As dificuldades são várias e convêm por sua vez aos bons jogadores e aos profissionais, que beneficiam para além disso de um quadro campestre muito florido quando da estação.

O Campo de Golfe do Montado foi remodelado em 2005 e reabriu em 2006. É um percurso de campeonato em que os seus 6.224 metros com um par 72 se estendem numa paisagem de vale, perto de vinhas. Há bastantes dificuldades para satisfazer um bom jogador, o ponto de honra encontra-se no buraco 18.... que é uma ilha... prevejam bolas de reserva porque podem ser úteis!


Pronto, o passeio acabou, cabe agora a vocês escreverem sobre as vossas próprias experiências nos campos de golfe da região de Lisboa, com os vossos clubes e sapatos, a pé ou de buggy. Com o prazer de vos encontrar num percurso, ou num buraco 19.!

Lista de clubes de golf


  
© 2007  LIVINGINLISBON.COM  - Todos os direitos Reservados