Logo
18 Janeiro, 2019       LISBOA - MAX. Times of clouds and sunº, MIN. 04º

 
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31
Dossiers  |  Entre no mundo de Bela Silva
Entre no mundo de Bela Silva
Cédric Lecler
Entre no mundo de Bela Silva

Aproximar-se do mundo de Bela Silva é como entrar no universo dos contos e das fábulas, dos monstros e das fadas da nossa infância, num imaginário nunca totalmente apagado da nossa memória.

De certa forma é também entrar no mundo da ilustração, do hiper-figurativo, com total domínio do traçado, das cores e dos tons.

As obras de Bela Silva são povoadas de animais reais ou imaginários que ocupam muitas vezes um lugar principal, deixando assim ao ser humano –sobretudo mulheres– um papel secundário. Bela mexe nos códigos e nos hábitos através de obras que não faltam de humor, às vezes de impudor, ou de certo erotismo até.

Fizemos uma primeira sessão de fotos no seu ateliê na zona da Graça, mas tive a sorte de acabar a entrevista no seu domicílio, com a sensação de entrar numa das suas obras. Foi com muita simplicidade e com a sua maneira de ser, isto é no meio de grandes gargalhadas, que Bela contou-me o seu percurso de artista hoje conhecida e reconhecida pelo mundo inteiro.


Depois de ter tirado um curso na Escola Superior das Belas Artes de Lisboa, Bela Silva continuou a aperfeiçoar  a sua arte no Art Institute em Chigago (Post graduation in art).

Até hoje, o seu trabalho representa várias dezenas de exposições individuais e coletivas através o mundo, nomeadamente nos Estados Unidos (Chicago, Nova Iorque, St Louis) e no Japão (Tóquio) onde encontra grande sucesso, mas também em França (Vallauris) e na Itália (Florença).

Óbviamente, é nos Estados Unidos e em Portugal onde ela fez mais exposições. Uma das suas obras é visível a todos os liboetas, todos os dias, pelo preço dum bilhete de metro, pois realizou um painel de azulejos para a estação do metro de Alvalade.


Bela Silva vive das suas obras e o discurso torna-se mais sério ao explicar a dificuldade para um artista de continuar a ser sempre creativo (em casa dela não há problema nenhum!) e ao mesmo tempo conseguir tratar dos aspectos materiais, administrativos e financeiros do seu trabalho : organização das exposições, negociação (muitas vezes amarga) com as galerias, promoção de maneira geral do seu trabalho. Nem tudo é facil para um artista, sobretudo hoje em dia!

Os projetos de Bela? (os que ela aceitou de revelar, claro) Ela está neste momento em plena organização duma exposição a Roma, onde estão expostas as suas últimas esculturas (cerâmica, grés) e quer passar agora ao trabalho sobre cerâmica de grande dimensão.

É naturalmente às Caldas da Rainha, berço da cerâmica decorativa, que Bela escolhe de passar os meses de Verão para trabalhar.
A sua obra merece o nosso interesse e posso desde já apostar que Bela Silva fará parte dos grandes artistas portugueses com algum valor na colecção de qualquer amador ou profissional de arte.
website






















Detalhe de uma Cerâmica (casa de banho)                Detalhe de uma Obra (prenda de anos para o filho)


















Detalhe de uma Cerâmica (casa de banho)                                     Detalhe de um estudo para Cerâmica


  
nos últimos 3 anos, enquanto cidade turística, Lisboa:
melhorou
estagnou
regrediu
© 2007  LIVINGINLISBON.COM  - Todos os direitos Reservados